Páginas

Visitas - Let It Be...

domingo, 27 de junho de 2010

(...)sexo é escolha, amor é sorte!(...)

Acho que o amor só acontece uma vez na vida, mesmo que você encontre outros amores, amor mesmo, para valer, de te tirar o fôlego, é só uma vez, a certeza de quando você olha pra pessoa e pensa “é essa pessoa! É essa!”. Sabe, eu acho que quando acontece, você não espera, você não sabe reagir. Você não pensa para agir, simplesmente acontece, e parece que o mundo inteiro desaparece e você só consegue enxergar quem você ama. E coisas que antes você achava inaceitáveis agora parecem fazer parte da sua rotina de vida e você nem liga de conviver com isso se isso mantém a pessoa que você ama perto de você. O amor é uma coisa complicada, ele simplesmente acontece e te enlouquece, te faz queimar e apaga, depois volta e te esquenta, te aconchega, te preenche. Amar é ter coragem, é como lutar no escuro, é perder a cabeça, perder todo o controle de si mesmo. Amar é ficar louco, é como andar sem pisar no chão, é querer o bem de alguém mais do que o seu próprio bem, é reparar em uma roupa nova ou no perfume novo, é um monte de sentimentos explodindo no céu da sua boca, sei lá, não dá para explicar. É complicado, mas você não escolhe.Sem brincadeira, eu já sofri demais nesses 2 anos e meio, mas as coisas acabam sempre se acertando e eu acho que esse sofrimento todo não chega nem perto do modo como eu me sinto e estou feliz. Tudo acaba valendo a pena, você passa a sentir o copo totalmente cheio e não só pela metade. Acho que as pessoas desistem fácil demais. E elas provavelmente acham que amor é uma coisa que se pode encontrar na próxima esquina, quando na verdade não é. Para algumas pessoas, o amor se resume as pessoas da balada, a pegar vinte. Mas aí vem o fim da noite, a hora de deitar e a hora de pensar “caralho, peguei 20 mas na verdade não tenho nenhum”. Acho que as pessoas estão ficando cada vez mais vazias, se sentindo cada vez piores, e até que elas acordem e enxerguem que amor não é pegar vinte e sim ter um só que signifique mais do que todas as pessoas do mundo inteiro, elas não serão felizes. Eu te amo não é bom dia, mas elas não entendem, na verdade, quase ninguém entende. Amor, quando é para valer, não vai acabar. Mesmo longe, mesmo separados, mesmo brigados, mesmo com raiva ou mágoa, se você ama alguém de verdade, vai amar esse alguém para sempre, vai sofrer por esse alguém, vai lutar por esse alguém, vai torcer para fazer as pazes, vai pedir desculpas, vai viajar seja quantos quilômetros forem para ficar um pouco mais perto. Amar não é fácil, por isso as pessoas não amam. É muito mais fácil pegar 20 caras na balada, você não sofre por nenhum deles, você não enlouquece, não luta, não tem de se desculpar, não precisa viajar, não precisa torcer para nada, e vamos combinar, é muito mais sem graça também. Mas no fim da noite, vão ter pessoas que pegaram vinte e vai querer ter apenas um que seja para dormir abraçado, para ver filme, para conversar, para sorrir, para abraçar, para implicar, para dançar, para fazer você ir para as nuvens, que vai te dizer “ta tudo bem, nós não vamos brigar mais, eu te desculpo e te peço desculpas também”, que vai falar “boa noite, te amo” antes de dormir e “bom dia meu amor” quando você acordar. Amar é para poucos e é a coisa mais prazerosa de toda a minha vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário