quinta-feira, 30 de junho de 2011

Por trás de toda indiferença existe alguém que já se importou demais.

E eu estava só começando a entrar num estado de amor por ele. Mas não me permiti. Não adianta dar murro em ponta de faca, forçar uma situação, convencer um sentimento. E aí que a gente descobre o significado do termo: encantamento. Ele vem com uma admiração, uma vontade de que: "Ai Deus tomare que dê certo dessa vez!" Mas ai, vai caindo na rotina, voce sem querer, começa a fazer comparações e seu coração não é bobo né? Ele lembra muito bem o que era bom (ou que nem era bom, mas o que fez ele realmente pulsar mais forte). E você, acaba sozinha, como sempre. Indo pra cama, daquele mesmo jeitinho. O pior, são esses trouxas, que dó né? QUE DÓ! Eles estão crentes que estavam no comando da situaçao, que ja tinha te ganhado, mas eles não sabem que isso tudo é uma carenciazinha que a gente não se livra e acaba confundindo com apego. Aí, eles somem, e você pode chorar por ele ter ido embora, ou pode comemorar por ser a mulher maravilhosa que ele perdeu. Porque na verdade, na verdade, você aprende uma lição. Antes de abrir a porta do coração novamente, melhor limpar a bagunça que ficou da última vez. E vê se aprende logo de uma vez minha filha, AMOR?  É UM SÓ NA VIDA, UM SÓ!

Nenhum comentário:

Postar um comentário