Páginas

Visitas - Let It Be...

domingo, 21 de agosto de 2011

-Quando decidiu gostar tanto de alguém?

-Não decidi.
-E por que gosta?
0-Porque aconteceu.
-Seja clara, menina!
-Tenho um milhão de razões…
-Por exemplo? Por que tanto e por que ele?
-Porque em todos os lugares, ele está comigo. Ele esteve e me faz crer que sempre estará. Porque ele segura minha mão ao atravessar a rua, me protege do frio, me olha fundo e triste quando eu tenho que ir embora. Porque ele não me dá paz, bagunça meu cabelo, aperta meus culotes. Porque ele se orgulha a cada risada que eu deixo escapar, e se enche de ciúmes quando outro alguém se aproxima demais. Porque mesmo que é ele? Porque ele me fez acreditar nas coisas que, supostamente, seriam para sempre “impossíveis”, ele me provou que o azul pode ser meio verde e o vermelho meio rosa. Você entende?
-Não sei.
-Ele me provou que as coisas podem acontecer, que nós não devemos desistir.
-E é por isso que gosta tanto dele?
-Eu não só “gosto tanto” dele. Eu o amo! E tenho certeza.
-Por tudo o que você disse?
-E você acha pouco? Eu o amo, tanto, porque ele é um anjo, você não vê, mas eu o vejo assim o tempo todo. Ele me dá coragem, fé, vontade. E você nunca vai entender. Sem ele nada vai funcionar. A festa (e a vida) serão sempre pela metade.
-Quero entender um dia…
-Tomara que você entenda. E mais que isso, tomara que você sinta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário