Páginas

Visitas - Let It Be...

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Bem no fundo, há coisas que são só minhas. E embora me assustem às vezes, é delas que mais gosto.



Tô com aquela vontade, não de sumir, mas sim de ficar ausente um pouco. Queria ficar longe de tudo, mas pra perto de mim e do meu canto, do meu-eu. Conhecer outros lugares, outras praias, outras pessoas queridas, outros pássaros, outras músicas, outras coisinhas dessas que a gente gosta e que nos faz distrair é sempre bom. Você sabe. São coisas simples, e coisas simples são totalmente demais. Preciso de novas surpresas no meu caminho e acontecimentos em minha vida. Pra já. O mundo pode estar feio, acabado, triste, que eu vou continuar sentindo coisas bonitas. Porque faz bem, pra pele, pro coração, pra cabeça. Confesso que às vezes me dão umas crises de choro que parecem não parar. Uma vontade de me sentir amada. Sou completamente apaixonada por abraços, sorrisos sinceros, palavras verdadeiras. Pessoas inteiras me completa. Odeio pessoas vazias, sem graça, fria, morna. Pessoas vazias me deixa prá-baixo. Não dá, eu tenho um lado infantil que vai crescer comigo. Eu vou crescer assim. Engraçada, boba, desajeitada, palhaça e ousada. Gosto de abraçar forte, encher de beijinhos, de mordidas. Gosto de inventar a minha vida. De inventar amores. De inventar loucuras. De inventar dores. De inventar desejos. De.

Nenhum comentário:

Postar um comentário