Páginas

Visitas - Let It Be...

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Em si, a vida é neutra. Nós a fazemos bela, nós a fazemos feia; a vida é a energia que trazemos a ela.


A vida só maltrata quem sente demais. Quem sente demais acaba sofrendo mais que a maioria das pessoas. Tudo importa, tudo é exagerado, tudo é sentido de corpo e alma. Alma, principalmente. Sentia sim vontade de te ligar, mandar e-mail, mensagem de fumaça, ou me comunicar com você através de telepatia - qualquer coisa para aquietar essa saudade insana antes que a insana seja eu -, mas meu desejo era que você fizesse tudo isto dessa vez. Poderia ser você, uma vez que fosse, mas você, não eu. Então decidi esperar. Como quem espera que algo aconteça. Embora nada chegasse acontecer realmente. Eu planejei a minha vida todinha. É que eu pensava que uma palavra, um gesto, meu ou seu poderia mudar o nosso rumo. O nosso fim. Mas entendi que meu destino não está no roteiro, vou ter que descobrir sozinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário