Páginas

Visitas - Let It Be...

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Eu sempre dizia “ponto final”. Mas começava tudo de novo.



Lutar contra o coração é sempre luta perdida. Eu, por exemplo, nem luto mais. Deixo ele ir pra onde quiser, vai que ele acerta o caminho. E se viver fosse um trem, amar seria sair dos trilhos. Venho enfrentando estes dias numa corda bamba. Já quase caindo. Está sendo difícil, mas pra tudo se tem jeito. Às vezes desisto do amor. Mas aí, canso de desistir e vou atrás de novo. Mas tenho calma, sem presa! Eu não quero mais saber de amores doloridos e não resolvidos. Só que o que foi bonito em nossa vida, essas coisas grudam, ficam na gente. Porque o amor não acaba. Não que eu saiba. O que eu sei é que se transforma em matéria-prima, que a vida se encarrega de transformar em raiva ou em rima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário