Páginas

Visitas - Let It Be...

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

É aquele sorriso, Zé. Aquele cheiro.

Existem relacionamentos nos quais entramos de cabeça e outros em que só queremos molhar a pontinha dos pés. E também tem aqueles que você não tem escolha. Você cuida para não se envolver, você tenta ter o controle da situação, mas quando vai ver babau, já entrou numa cilada. E você não identifica aonde foi o começo. Já era paixão, antes de ser. E aí chega a hora em que você pensa: "Que porra é essa que está acontecendo comigo?" Minhas amigas falam: "Eu avisei, sem essa de se iludir." Mas de que adianta, o papa, sua mãe, seu amigo experiente, o seu horóscopo, tudo, tudo te mostrar o que se deve fazer, a maneira de agir, se o seu coração é a única voz que sua cabeça escuta? Só que uma coisa eu tenho, que é o amor próprio, esse tem me ajudado e muito. Embora a minha vontade seja de ligar, de tentar fisgar aquele coração e fazer enxergar que eu uma proposta irrecusável. Que eu sou muito da legalzinha. Que eu sei fazer um "le-le-le". Dessa vez não, dessa vez eu deixo o tempo resolver. Agora Zé, não me deixa cair na rotina, porque aí... Aí eu faço merda! Um número decorado na cabeça, o telefone ao alcance da mão, quando a bolinha dele fica verde no facebook, vixi, é aí que mora o perigo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário