Páginas

Visitas - Let It Be...

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Sossega coração, sossega as emoções. Não bagunça nada não… Eu demorei tanto tempo pra colocar tudo no lugar.


Minha vida está bagunçada, desajeitada… Mas o desajeitado sempre foi meu jeito de viver. Tenho sentido um turbilhão de sensações. Nos últimos dias, aquele menino tem me deixado com os nervos a flor da pele. O problema são esses nossos desencontros - a gente jamais se vê. Talvez o que nos falte é tempo, o que nos falta é coração com coração. Falta tanta coisa e sobra saudade. Mesmo ele não merecendo que eu fique me dando de bandeja só porque ele dá um sinal de vida. Foi então que resolvi começar o ano fora dessa palhaçada. Essa não parece a história de uma mulher esperta ou que merece uma história melhor. Quem pode cobrar da vida uma história de verdade se fica alimentando uma coisa desse tipo? Chega. Por isso, com muito custo, chacoalhei minhas mangas. E só eu sei o quanto doeu ver a melhor coisa do mundo indo embora. Doeu um, dois dias. No terceiro, a melhor coisa do mundo virou a melhorzinha. Que virou a décima melhor. Que não virou nada. Por isso queridinha, eu te falo: Não chore por ele. No máximo um suspiro. Mas que seja discreto, baixinho, quase inaudível. Porque amanhã ou depois, você se recupera. Se preparando para o próximo tombo. E vai remando, moça. Até encontrar alguma beirinha que te faça ficar em pé! Chega uma hora que você não cai mais, é verdade, pois o mesmo tempo que te tira o necessário e te traz o suficiente. Deixa, deixa, deixa estar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário